Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...



vsvitoria.jpg

Valentes Transmontanos recebem sadinos em jogo da 20ª jornada da Primeira Liga, num jogo onde os flavienses procuram o regresso às vitórias após o desaire na Luz

 

 

Semana e meia passou desde os três golos sem resposta sofridos pelos homens de Luís Castro em pleno Estádio da Luz e, neste regresso do campeonato após a final four da Taça da Liga, o conjunto azul-grená procura somar mais três pontos em busca de uma posição tranquila esta época.

 

Vem aí um Vitória com o orgulho ferido e... sem Paciência

 

Os sadinos já provaram não serem pêra doce para o Desportivo neste regresso do nosso Chaves à Primeira Liga, mas ainda nenhuma das equipas conseguiu sobrepor-se à outra (três empates em três jogos, com apenas dois golos marcados, precisamente no último duelo). Na época passada, jogar fora revelou-se tarefa difícil para ambos os conjuntos, mas nenhum saiu vergado a uma derrota após a viagem de quase 500 quilómetros que separam o Bonfim do Municipal.

 

Na última partida entre verdes e brancos e azuis-grená, o jogo ficou empatado a uma bola, naquela que terá sido umas das piores exibições da temporada do Desportivo, dominados pelos setubalenses, mas a conseguir alcançar o empate com um golaço de Pedro Tiba, caído do céu. 

 

Desde então, muita coisa mudou em ambas as equipas. O Vitória conseguiu chegar à final da Taça da Liga mas, no campeonato, os sadinos têm apenas 14 pontos e está em zona de descida, com os mesmos pontos do Desp. Aves. Já o Desportivo, já arredado de todas as competições, conseguiu uma subida incrível de rendimento e está no oitavo lugar com 26 pontos, mais 12 que os setubalenses.

 

No entanto, não é pela classificação que este jogo vai ser mais fácil, já que o Vitória vai trazer várias dores de cabeça para Luís Castro, com nomes como João Amaral (que marcou na 1ª volta), o guarda-redes Trigueira que esteve em grande na final four, e João Teixeira, que é um motor no meio-campo. Além destes nomes, há ainda outros jogadores, como Costinha, Pedro Pinto e Podstawski, que precisamos de ter atenção se queremos a vitória.

 

Por fim, o obstáculo maior para os Valentes Transmontanos vai mesmo ser o autocarro que José Couceiro, quase de certeza, vai trazer para o Municipal e tentará fechar a sua baliza, apesar do seu Vitória FC precisar de pontos urgentemente. E desbloquear autocarros é mesmo um dos maiores "handicaps" para o Desportivo de Chaves esta temporada, com vários casos (Desp. Aves, Tondela e Rio Ave) que mostraram que o conjunto azul-grená tem grandes dificuldades a desbloquear o jogo extremamente defensivo do adversário.

 

Já de lacunas nos setubalenses, os centrais da equipa não são os mais confiáveis, principalmente o veterano Semedo, que tem dado grandes sinais da idade avançada. Outra posição que se pode explorar é a lateral direita, ocupada pelo ex-Chaves Arnold, que parece ter várias dificuldades nas tarefas defensivas além de exagerar do jogo faltoso. Mas, acima de tudo, a maior lacuna setubalense vai ser a falta do seu goleador Gonçalo Paciência, chamado para regressar ao FC Porto e que já não jogará em Chaves na quarta-feira.

 

Patrão é o único ausente

 

Para surpresa de muita gente, o Chaves tem, por mais incrível que possa parecer, apenas um lesionado neste momento e, pasmem-se, não é Tiago Galvão. O brasileiro já treina a 100% e pode ser opção para o jogo de quarta-feira, depois de três meses entregue ao estaleiro, após a derrota em Alvalade diante do Sporting. Além de Galvão, também Filipe Melo voltou após uma ausência de longa duração e já jogou mesmo na partida contra o Benfica, sendo mais uma opção para o meio-campo de Luís Castro.

 

No entanto, João Patrão, o nosso jogador mais versátil do meio-campo, está lesionado ainda por tempo indeterminado mas nada que deva afligir os adeptos flavienses, já que há opções de sobra para o meio, agora que as lesões longas parecem ter acabado. 

 

Sendo assim, e com o plantel disponível quase em pleno, o Chaves tem tudo para tentar sair do Municipal com os três pontos na mão, só falta é que a equipa esteja com a pontaria afinada e que se prepare para apostar nos remates a longa distância, na tentativa de quebrar o muro de Couceiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...