Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...



 chavesmartiimo.png

O Chaves entra pela última vez no Municipal esta temporada à procura dos três pontos, clamorosamente roubados na última jornada, num jogo que se espera espetacular.

 

Domingo, às 18H00, o jogo no Municipal frente aos madeirenses marca a última partida para lá do Marão esta temporada, bem como o regresso ao futebol após toda a polémica em torno de arbitragens, imprensa a não querer ver factos e o constante desrespeito pelo Desportivo de Chaves. Nas bancadas do nosso estádio espera-se uma áurea de insultos, críticas, protestos e apoio aos homens de azul-grená, que não mereciam o tratamento que sofreram em Vila do Conde

 

Chaves na máxima força (dentro do possível) para dar um último sorriso aos adeptos

 

Mas falemos de futebol. À partida para a penúltima jornada, Luís Castro contou durante toda a semana com o grupo de trabalho a 100%, mas já sabe que vai ter duas baixas de peso: Platiny e Perdigão, ambos expulsos contra o Rio Ave. Assim sendo, Jorginho deve regressar ao banco de suplentes tal como Tiago Galvão, desaparecido desde o jogo frente ao Sp. Braga, onde foi suplente, e que não joga desde a partida em Alvalade diante do Sporting e, quem sabe, pode ser a grande oportunidade do brasileiro aparecer no jogo e mostrar que podemos contar com ele na próxima época.

 

Dos onze que jogaram contra o Rio Ave não deve sair nenhum jogador, já que o único a apresentar queixas foi Paulinho, mas apenas fez treino condicionado na quinta-feira e já se apresenta completamente recuperado. Sendo assim, Luís Castro deverá repetir o onze que perdeu em Vila do Conde, sendo também a último vez que os adeptos flavienses terão oportunidade de ver, em casa, Matheus Pereira e Domingos Duarte jogar de azul-grená, sendo que os dois jogador voltarão ao Sporting na próxima época, como já foi confirmado pelo presidente da SAD.

 

Para este jogo frente ao Marítimo, o Chaves terá a oportunidade de arruinar os objetivos europeus dos insulares que, em caso de derrota, confirmam o quinto lugar do Rio Ave, que ficará à espera do resultado da final da Taça de Portugal para saber se disputa competições europeias em 2018/19. Por agora, o Desportivo sabe que esta arredado dessas contas, mas após as injustiças que viveu no último encontro, quererá certamente dar um último sorriso aos flavienses em pleno Municipal, procurando alcançar os 44 pontos que dariam a segurança de um lugar no top 10 garantido esta temporada.

 

O que esperar do Marítimo

 

Da Madeira chega uma equipa maritimista quebrada psicologicamente após a derrota contra o FC Porto já em cima dos 90 minutos, mas que continua de cabeça bem levantada a pensar no objetivo europeu. Do lado insular, destaque para o não-regresso a Trás-os-Montes de Rúben Ferreira, que começou a temporada em Chaves mas saiu para o Marítimo em janeiro, após ter sido expulso na recta final do jogo frente ao Porto. No entanto, os verde-rubros contam com jogadores de gabarito como Zainadine, o guarda-redes Charles, Jean Cléber, Edgar Costa, Ricardo Valente e uma nova coqueluche: Joel Tagueu.

 

O ponta-de-lança camaronês chegou aos Barreiros em janeiro e tem sido um dos destaques da segunda volta da Liga NOS. Emprestado pelo Cruzeiro, Joel já marcou 8 golos em 13 jogos na Primeira Liga e, nas últimas 8 jornadas, apenas ficou em branco em três jogos: diante do FC Porto, Braga e Benfica. De resto, somou golos em 5 partidas consecutivas, incluindo dois "bis" frente a Tondela e Feirense.

 

Não se espera tarefa fácil diante de um Marítimo que chegou a desiludir mas que está completamente carburado nesta recta final, com Daniel Ramos a continuar a mostrar pregaminhos de Primeira Liga. O técnico insular, que chegou a passar pelo Desportivo de Chaves em 2004/05, tentará certamente levar o conjunto verde-rubro à Europa pelo segundo ano consecutivo e certamente não fará vida fácil a Luís Castro.

 

Prognóstico

 

Antecipamos um daqueles jogos em que os onze jogadores deixam o sangue todo no campo, partindo a todo o custo à procura de um triunfo injustamente tirado na última jornada. Se a certa altura falou-se da falta de atitude de alguns jogadores, esse certamente não será problema para os elementos deste plantel, que têm ainda a vantagem de, muitos deles, saberem que continuarão de Chaves ao peito na próxima temporada e, os que não continuarão, como são os casos de Domingos Duarte, Matheus Pereira e, possivelmente, Maras, quererão certamente deixar tudo em campo para dar um último sorriso aos adeptos flavienses.

 

Posto isto, acreditamos num resultado forte e num jogo de futebol espetacular: o nosso prognóstico fica nos 3-1 para o Desportivo de Chaves, num fantástico "até já" destes jogadores para o público azul-grená.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...