Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...



chagveportiv-od.png

Desportivo mostrou atitude e deixou os flavienses com um sorriso na cara após alcançar, de uma vez, a marca imposta na época passada.

 

Foi preciso esperar quase um ano para o Chaves ultrapassar aquilo que Jorge Simão apontara como objetivo na última temporada e, subitamente, voltamos à luta por um lugar europeu.

 

Exibição de qualidade como já tínhamos saudades

 

Finalmente voltámos a ter uma equipa cheia de vontade a entrar em campo! Há que confesar que as saudades já começavam a bater das exibições agerridas do Desportivo, que estavam desaparecidas desde o jogo frente ao Estoril, na já longínqua 24ª jornada da Liga NOS.

 

No Municipal o Chaves apresentou-se com um par de alterações em relação ao empate no Bessa, com Pedro Queirós a render o suspenso Paulinho e Stephen Eustáquio a aparecer, novamente com a titularidade, no lugar de Jefferson.

 

A primeira parte começou dividida, mas o Desportivo foi aumentando a pressão e teve várias oportunidades para marcar, mas o guarda-redes do Portimonense parou todas as tentativas do ataque azul-grená, que contou com um trio de oportunidades flagrantes, por Djavan, Bressan e William, que acabaram por esbarrar no guardião brasileiro Leo. Do Portimonense, apenas Nakajima conseguiu criar perigo por duas vezes, mas sem perigo para António Filipe.

 

No segundo tempo, o Chaves foi mais avassalador, mas até começou a tremer após um contra-ataque começado por Nakajima, onde a bola acabou para Fabrício mas António Filipe respondeu com uma defesa segura.

 

Após este lance alvinegro, o Desportivo conseguiu inaugurar o marcador aos 60 minutos. Cruzamento de Davidson na esquerda, domínio com o peito de Pedro Tiba à entrada da área e com um belo remate o capitão de equipa fazia o primeiro golo da partida para grande festejo dos quase 2500 espetadores nas bancadas.

 

O Portimonense respondeu pouco depois com um cabeceamento desenquadrado, mas foi o Desportivo que aumentou a vantagem ainda durante a hora de jogo, após bom trabalho de Matheus Pereira no lado direito do ataque, a bola sobrou para Pedro Tiba, que bisou no encontro com um excelente remate colocado, aumentando para nove osgolos marcados esta temporada, tendo já 11 com a camisola azul-grená.

 

Aos 71' o Chaves esteve pertíssimo de fazer o terceiro e fechar de uma vez as contas da partida, mas o bom cabeceamento de William voltou a ser respondido com uma boa intervenção do guarda-redes visitante, o homem do jogo. Contratempo ainda na área do Chaves após Fabrício reduzir a desvantagem a 15 minutos do fim, mas o Desportivo conseguiu gerir a vantagem e alcançar a vitória que há muito escapava.

 

Homem do Jogo

 

 tiba.png

Não há grandes dúvidas sobre o jogador que mais mostrou dentro de campo. Pedro Tiba fez uma exibição de classe e apontou dois bons golos em jogada corrida, algo que já não víamos desde o fantástico golo que deu, na altura, o empate frente ao Vitória de Setúbal na terceira jornada.

 

O capitão de equipa dos Valentes Transmontanos merece o destaque absoluto neste encontro, onde estava bastante difícil de quebrar a muralha na baliza algarvia. Foram dois remates bem colocados a ditar que os três voltavam, finalmente, a ficar em Trás-os-Montes e marcam o regresso dos triunfos ao Municipal, após quase dois meses a "seco" em casa.

 

Conclusões

 

Caraças, que saudades que já tínhamos de uma atitude dominadora e mandona em nossa casa. Na primeira parte andámos sempre a rondar a baliza adversária, mas na segunda parte fomos dominadores e apenas peca por não termos conseguido manter a baliza inviolada, mas aguentámos com qualidade uma das equipas com melhor futebol da liga.

 

Uma palavra para o regresso de Vítor Oliveira ao Municipal, onde foi bastante bem recebido e onde mostrou a cordialidade digna de um bom treinador e que nos colocou de volta ao patamar de onde nunca devíamos ter saído. Do lado do Portimonense, apesar da derrota, estão a apenas um ponto de garantir a manutenção, por isso nada de estranho deve acontecer e para a próxima época devem continuar na Primeira.

 

Da nossa parte, segue-se agora um duelo interessantíssimo contra o Rio Ave, no estádio dos Arcos, e se conseguirmos uma vitória estamos completamente dentro da luta europeia, apenas uma temporada após o regresso ao principal escalão do futebol português. Logo de seguida, grande jogo no Municipal novamente e logo para fechar a temporada em grande no que toca a jogos em Chaves, com a visita do Marítimo, mais um candidato europeu, à nossa casa e onde se pode garantir uma aventura europeia na próxima temporada. Vamos esperar para ver... 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...