Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...



william.jpg

 

Depois da fantástica vitória na Madeira sobre o Marítimo, o Desportivo regressou a Chaves para defrontar o Aves, no último jogo da primeira volta e, para variar, voltou a ter de contentar-se com um empate.

 

Não é exagerado dizer que só o Desportivo apareceu no Municipal este domingo de manhã. O Aves, provavelmente motivado por quatro derrotas consecutivas, fechou-se lá atrás e o Chaves voltou a não conseguir superar o autocarro que tantas vezes apareceu em Trás-os-Montes esta temporada.

 

Oportunidades não faltaram ao Desportivo, que desde cedo procurou a vitória. O primeiro lance de perigo surgiu dos pés de Djavan, que ultrapassou um adversário já dentro da área avense e assistiu Bressan que, à entrada da área, atirou por cima da baliza. O Aves ainda respondeu, com Derley a atirar à baliza de António Filipe, mas o guarda-redes flaviense protagonizou uma defesa "à andebol" e evitou o pior.

 

Após este lance, quase só deu Chaves no primeiro tempo, com várias oportunidades ao dispor dos Valentes Transmontanos, com Matheus Pereira e Platiny a terem várias oportunidades, mas sem conseguirem superar o guarda-redes forasteiro. Um balde de água fria acabou por surgir mesmo à beira do intervalo, com Derley a superar os centrais do Desportivo e a desviar para golo.

 

Em desvantagem, o Chaves não parou de atacar, à procura do empate, no entanto o Aves soube fechar os caminhos para a baliza de Quim. Só a partir dos 70 minutos começaram a surgir oportunidades sérias para o Desportivo, primeiro por Paulinho, aos 72 minutos, a chutar forte à baliza, mas o guarda-redes travou o empate. Aos 79', por fim, chegou o golo transmontanos através de William, que entrou durante a segunda parte, a desviar um livre bem batido por Bressan diretamente para a cabeça do brasileiro.

 

Ainda houve tempo para um último suspiro flaviense, ainda à procura dos três pontos, mas Maras não conseguir enquadrar o cabeceamento com a baliza e com Quim já batido.

 

Após este resultado, o Grupo Desportivo de Chaves fecha a primeira volta em oitavo lugar com 23 pontos. No Municipal, estiveram 2508 Valentes Transmontanos a apoiar o conjunto azul-grená.

 

CONCLUSÕES

 

O Chaves continua a mostrar bom futebol, a saber construir jogadas e a crescer a olhos vistos. No entanto, há um claro défice de bons resultados quando se joga em casa, com a equipa a ter grandes dificuldades em desmontar autocarros. A ineficácia nos remates de longe podem explicar estes resultados menos bons, já que o melhor finalizador de longe, Bressan, não tem conseguido acertar com os remates de fora da área. Não faz falta reforçar muito o plantel com caras novas, mas há que trabalhar para conseguir superar estes obstáculos que não nos permitem chegar a resultados ainda melhores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...