Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...



david-moura.jpg

 Já há muito falado pela imprensa, o médio brasileiro de 21 anos foi finalmente apresentado como reforço para o Desportivo na próxima temporada e, para quem não conhece, os números deixam água na boca para o que aí vem.

 

Temos de o dizer, a política de contratações para a nova temporada deixa-nos com um sorriso no rosto como há muito não se via. Deixaram-se os jogadores de qualidade duvidosa, vindos de sabe-se lá onde, para se apostar em jogadores que estão a mostrar serviço em solo nacional e não há melhor exemplo disso que a nova contratação do Desportivo. David Moura é um dos nomes mais badalados do Campeonato de Portugal e dar o salto para as ligas profissionais pela mão do nosso Chaves mostra que a administração mudou de rumo em relação à época passada e procura agora as grandes pérolas nacionais que estão "perdidas" por esse Portugal.

 

Um peixe graúdo demais para o CPP

 

Já com duas temporadas de Campeonato de Portugal no seu currículo - todas ao serviço do Vilafranquense - e com 15 golos marcados em 62 jogos com terceiro escalão do futebol português, David Moura revelou-se um médio goleador ainda na distrital de Lisboa onde jogou durante uma época e meia e marcou 23 golos em 43 jogos. Pelo meio da sua passagem pelo clube de Vila Franca de Xira, contou com a ida para o Benfica com apenas 18 anos, mas apenas realizou um jogo pelos juniores dos encarnados, regressando ao Vilafranquense.

 

Com apenas 21 anos (fará 22 no dia 2 de julho, precisamente quando começa a pré-época do Chaves) tem números de fazer invejar muito jogador experiente do Campeonato de Portugal e chega à Primeira Liga com uma rotação absurda para um jogador tão jovem e um dos médios com mais golos marcados no país, que deixa muitos avançados para trás na hora de finalizar.

 

A disputar a série D do CPP, Moura defrontou clubes como Torreense, Mafra, Fátima e Praiense, sendo uma peça chave na ida das Piranhas do Tejo à fase de subida à II Liga, onde venceram o todo-poderoso Vizela mas consentiram uma derrota e um empate na eliminatória decisiva para as contas da subida, que acabaram por cair para o lado do Farense, um dos clubes mais fortes do campeonato.

 

Chegado agora a Chaves, apenas peca por tardio este salto para as competições profissionais e será certamente bastante útil ao treinador Daniel Ramos, que conta aqui com um jogador forte e com grande margem de progressão para acrescentar algo mais à sua equipa. 

 

Exímio batedor de bolas paradas

 

O largo número de golos marcados por David Moura pode surpreender os adeptos do Chaves, mas há uma boa razão para tanta veia goleadora num médio, já que o brasileiro é o batedor de bolas paradas de eleição no Vilafranquense e grande parte dos seus golos marcados vêm da concretização de livres e penáltis. Só na última temporada foram 8 golos em 12 marcados da marca de grande penalidade, onde raramente vacila, mas também de livre este médio faz magia, com grandes golos em seu nome. Numa temporada em que Bressan deixou a desejar na conversão dos seus pontapés livres, David Moura pode ser o catalizador que faltava para converter o pontapés livres do Desportivo e garantir pontos preciosos desta maneira.

 

Mas não é só de bolas paradas que este médio brasileiro se mostra, já que tem uma capacidade de visão de jogo e de passe acima da média, com boa técnica para bombear a bola para o flanco contrário, criando desiquilíbrios com as subidas dos laterais, e uma construção de jogo quer no meio-campo defensivo, quer já a partir para o ataque que será certamente bastante útil para Daniel Ramos.

 

Outra grande característica é a capacidade com a bola nos pés e o talento para a finta do jovem jogador que, apesar de conseguir ultrapassar os adversários com boa técnica, consegue ainda não se perder em fintas atrás de fintas e não brinca na areia, conseguindo misturar a capacidade em deixar os adversários para trás com um bom jogo de equipa e conseguir dar a bola em condições aos colegas da frente.

 

Por fim, a nova contratação dos Valentes Transmontanos consegue usar a sua força e os seus 1,80 metros para segurar a bola com segurança e esperar pela desmarcação ou o apoio dos seus colegas, pelo que muito dificilmente deixar-se-á ultrapassar pelos adversários e deixar a defesa numa situação de contra-pé. Com apenas 21 anos e sendo esta a primeira experiência nos campeonatos profissionais do jovem médio, David Moura poderá ser a grande surpresa do plantel 2018/19 e, quem sabe, um excelente jogador para o futuro do Grupo Desportivo de Chaves.

 

Bio do jogador:

 

Nome: Carlos David Santos Moura

Data de Nascimento: 02-07-1996

Posição: Médio-Centro

Carreira: 2014: Ceilandense; 2014/15: Vilafranquense e Benfica; 2015-18: Vilafranquense.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa tarde,Gostava de saber a vossa opinião sobre o...

  • Anónimo

    Engraçado, lembro-me de ir ver jogos co Ribeirao e...

  • Anónimo

    És mesmo burro fdp, achas ou alguem acha que o pre...

  • Anónimo

    Mais um camelo a mamar a custa do clube, com o pas...

  • Anónimo

    Engraçado, há tantos problemas com a cidade, mas e...